Estudos apontam outros órgãos que podem ser afetados pelo novo coronavírus

Além dos pulmões, outros órgãos como o coração e os rins podem sofrer complicações

O novo coronavírus (SARS-CoV-2), responsável pela pandemia de Covid-19, é conhecido por prejudicar os pulmões e atrapalhar o fornecimento de oxigênio para o corpo, causando o mais famoso dos sintomas: a falta de ar. Contudo, os cientistas estão descobrindo que o vírus é capaz de afetar outras partes do corpo, dificultando ainda mais o tratamento dos casos mais severos.

Uma publicação no jornal americano The Washington Post aponta evidências de que o vírus também danifica órgãos como os rins e o coração. De acordo com a reportagem, diversas equipes médicas ao redor do mundo estão observando sintomas que indicam a existência de diferentes complicações nos pacientes infectados com Covid-19.

Quase metade dos pacientes internados com coronavírus apresentaram sangue ou proteína na urina, indicando que os rins estavam danificados. Dados iniciais mostram que entre 14 e 30% dos pacientes em tratamento intensivo nas cidades de Nova Iorque e Wuhan, na China, perderam as funções renais e precisaram de diálise. Partículas virais foram encontradas nos rins de algumas autópsias feitas por um estudo, sugerindo um ataque viral direto. Outros relatórios indicam que o vírus pode atacar o fígado, causando hepatite viral nos infectados. 

Também foi observado em pacientes de Covid-19 na China e Nova Iorque, sinais de Miocardite, uma inflamação na parede do coração que pode causar irregularidade nos batimentos e parada cardíaca. Uma análise dos pacientes chineses em estado grave, revelou que 40% deles apresentaram arritmias e 20% tinham algum tipo de dano cardíaco. Além disso, o vírus pode impactar o trato gastrointestinal e fazer com que os pacientes tenham sintomas como diarreia e vômito. Um estudo concluiu que pelo menos metade dos infectados com o novo coronavírus apresentam esses tipos sintomas. 

O cardiologista Harlan Krumholz, da Universidade de Yale, afirmou em uma recente publicação da revista Science que o coronavírus pode atacar praticamente qualquer parte do corpo com muita rapidez e intensidade.

Na Holanda, entre os 184 pacientes com Covid-19 internados na UTI, 38% estavam com o sangue coagulando de maneira anormal, e um terço já tinham coágulos. Os coágulos de sangue podem bloquear artérias vitais e, em alguns casos, se alojar no cérebro, causando um derrame. A Covid-19 também pode levar ao bloqueio dos vasos sanguíneos, o que ajudaria a explicar porque as pessoas com doenças vasculares enfrentam maior risco quando infectadas. 

Nesse momento, os cientistas estão correndo atrás do tempo para responder as diversas interrogações existentes sobre o SARS-CoV-2. Por ter sido descoberto recentemente e possuir um comportamento diferente de todos os agentes patogênicos já vistos, a maioria dos estudos  até agora foram produzidos rapidamente e publicados sem uma cautelosa revisão científica. Entender de que maneira o vírus ataca as células do nosso corpo, especialmente nos 5% dos pacientes que ficam em estado crítico, e lidar com suas consequências tem sido difícil para todos os profissionais da saúde no mundo.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor digite seu nome