Descubra como viajar para a Amazônia sem sair de casa

No dia Mundial do Turismo, conheça os passeios virtuais que permitem passear pela região utilizando o computador ou aparelho celular

O Dia Mundial do Turismo, celebrado no dia 27 de setembro, foi estabelecido durante a terceira conferência da Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), em setembro de 1979. Infelizmente, como consequência da pandemia causada pelo novo coronavírus, o turismo mundial foi fortemente estremecido: viagens tiveram de ser canceladas e vários locais turísticos precisaram fechar as portas. 

Na Amazônia, o turismo e as iniciativas locais também sofreram grandes impactos. Contudo, a tecnologia atual consegue proporcionar experiências de imersão que permitem viajar pela Amazônia utilizando apenas o computador ou aparelho celular.

Rio Amazonas Street View

Uma iniciativa do Google Maps, em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), tornou possível explorar determinados locais da Região Amazônica e arredores sem necessidade de sair de casa. A proposta do projeto é ensinar sobre o Rio Amazonas e as comunidades locais, bem como educar sobre a necessidade de preservação dos recursos naturais ali existentes. 

Através da plataforma Street View, os usuários podem visualizar imagens em 360° de comunidades, rios e paisagens da extensão que representa a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, localizada no estado do Amazonas, incluindo os municípios de Manacapuru, Iranduba e Novo Airão. A área é uma unidade de conservação criada em 2008 pelo Governo do Estado do Amazonas, com o objetivo de proteger a biodiversidade e a vida dos indivíduos que habitam na região.

Entre as opções, a excursão virtual permite que o usuário navegue pelo Rio Aripuanã ou no Rio Mariepauá, descendo até o Rio Madeira, um dos maiores afluentes do Amazonas. O passeio também oferece a oportunidade de conhecer a Comunidade Abelha, uma das 17 populações ribeirinhas da região. A experiência completa pode ser acessada na plataforma da iniciativa

As imagens foram coletadas por equipes voluntárias, utilizando o triciclo do Street View e um tripé de câmera com lente olho-de-peixe. No percurso pelo rio, o equipamento foi colocado em cima de um barco para registrar as paisagens. Por fim, a iniciativa reuniu diversos registros do Rio Negro, de uma trilha da Floresta Amazônica e de cinco comunidades ribeirinhas. 

Amazônia Adentro

Um vídeo produzido pela Conservação Internacional (CI), uma organização brasileira sem fins lucrativos que incentiva a proteção da natureza, tem como objetivo levar os espectadores para dentro da Floresta Amazônica. A produção audiovisual, batizada de “Amazônia Adentro”, é narrada pelo ator Marcos Palmeira e aborda a importância dos povos indígenas na preservação dos recursos naturais da região.

As imagens em 360° permitem a interação dos usuários e proporcionam uma visualização panorâmica completa dos ambientes filmados durante os 11 minutos do curta. O indígena Kamanja Panashekung guia a excursão virtual, enquanto relata sobre as tradições, vivências e dificuldades da vida na Amazônia. Mais informações estão disponíveis na página sobre a produção

Exposição virtual “Olhares Sobre a Amazônia”

O WWF-Brasil, organização não governamental brasileira dedicada a proteger a natureza, montou uma exposição virtual em homenagem a Amazônia, com obras de artistas nacionais que apresentam diferentes olhares sobre a região. A plataforma busca recria a experiência de estar fisicamente dentro de um museu ou galeria.

No total, são 16 obras inspiradas produzidas por quatro artistas diferentes – Auá Mendes (@mendesaua); Araquém Alcântara (@araquemoficial); Marcela Bonfim (@bonfim_marcela) e Sebá Tapajós (@sebatapajos) – que nasceram, moram ou usam a Amazônia como inspiração para seus trabalhos.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor digite seu nome