Coronavírus: ritmo de contaminação nas capitais está em queda

Fluxo de infecções segue para o interior dos estados

As análises disponibilizadas na plataforma Farol Covid indicam que o ritmo de contaminação do novo coronavírus está diminuindo nas capitais. Todas as informações utilizam dados oficiais divulgados pelas secretarias estaduais de saúde. 

O ritmo de contágio, ou número de reprodução efetivo (Rt), é o valor que simboliza, em média, quantas pessoas estão sendo infectadas a partir de cada transmissor da doença, durante um determinado intervalo de tempo. Por exemplo: o ritmo de contágio número 2 indica que cada paciente confirmado irá infectar duas pessoas. O cálculo leva em consideração as medidas de controle existentes e o aumento de imunidade da população. 

Em algumas capitais, o ritmo de contágio está igual ou inferior a 1, ou seja, existem infectados que não estão transmitindo a doença para ninguém. Nesses casos, a expectativa é que o número de casos confirmados diminua ao longo do tempo e a situação pode ser considerada sob controle. Dentre elas estão: Porto Alegre (0.9 a 1.2); Fortaleza (1.0 a 1.1); Manaus (1.0 a 1.1) e São Luiz (0.9 a 1.0).

As outras capitais da Amazônia Legal encontram-se com os seguintes valores: Rio Branco (1.4 a 1.5); Macapá (1.2 a 1.4); Belém (1.0 a 1.1); Boa Vista (1.4 a 1.6); Porto Velho (1.3 a 1.5); Palmas (1.2 a 1.6) e Cuiabá (1.3 a 1.7).

De acordo com os dados no portal, a onda de contaminações agora caminha para os municípios nos interiores dos estados. Pelo menos 7 das 10 cidades com maior ritmo de contaminação estão no interior do Pará, onde os primeiros casos de Covid-19 foram registrados no fim de março.

Para conferir os indicadores do local onde você mora, basta acessar: farolcovid.coronacidades.org, e informar apenas o estado (para informações gerais) ou o estado e o município desejado. 

Plataforma Farol Covid

O Farol Covid é uma ferramenta digital e gratuita, criada para auxiliar profissionais da saúde e poder público nas ações de combate ao novo coronavírus. A plataforma reúne uma série de dados que são atualizados todos os dias e estão disponíveis ao público em geral. 

A ferramenta foi desenvolvida por especialistas em gestão de saúde, análise de dados e cientistas, através de uma parceria da Impulso, Instituto Arapyaú e InLoco. Além do ritmo de contágio, o Farol Covid apresenta outros indicadores como subnotificação, capacidade hospitalar e isolamento social.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor digite seu nome