Coronavírus | Governos passam a recomendar o uso de máscaras para conter a disseminação

Ministro da Saúde recomenda a utilização de máscaras caseiras como medida de proteção

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, passou a recomendar o uso de máscaras que podem ser feitas em casa para toda a população. No último domingo (5), o ministro publicou um vídeo onde aparece incentivando a fabricação e uso de máscaras de tecido caseiras como medida de proteção ao novo coronavírus. 

As máscaras caseiras podem ser confeccionadas em casa com materiais simples e são de uso extremamente pessoal, ou seja, não devem ser compartilhadas com ninguém. De acordo com Mandetta, elas podem ajudar na redução da demanda por máscaras profissionais, que se encontram em escassez por todo país e são prioridades das equipes de saúde que trabalham no combate à doença.  

Especialistas afirmam que qualquer bloqueio de gotículas salivares já ajuda na contenção da disseminação do vírus, por isso, o uso das máscaras é muito importante em locais com aglomeração ou transportes públicos. Outro argumento a favor da utilização das máscaras é a impossibilidade de identificar todos os infectados, já que algumas pessoas com o Covid-19 podem estar transmitindo a doença mesmo sem apresentar nenhum dos sintomas. 

Recentemente, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) também mudou suas diretrizes e passou a sugerir o uso de máscaras, panos ou lenços que cobrem a boca para todos os americanos. Antes, apenas as pessoas infectadas ou que apresentavam sintomas eram aconselhadas a utilizar esse tipo de proteção. No país, as máscaras profissionais continuam sendo reservadas para os trabalhadores profissionais da saúde. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o uso de máscaras pode gerar uma falsa sensação de segurança. Por isso, é necessário lembrar que o uso delas não substitui o isolamento social e a limpeza frequente das mãos com água e sabão. Também é importante ficar atento aos cuidados na hora de manuseá-las, nunca tocando com as mãos na área de proteção, e tirando e colocando no rosto apenas pelo suporte elástico que se encaixa nas orelhas.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor digite seu nome