Anticorpo capaz de bloquear o novo coronavírus é descoberto por pesquisadores

O anticorpo 47D11 tem o poder de eliminar e proteger do vírus

Pesquisadores da Universidade de Utrecht, na Holanda, junto do Erasmus Medical Center e a empresa Harbor BioMed identificaram um anticorpo monoclonal capaz de impedir o SARS-CoV-2, causador da Covid-19, de infectar células humanas em testes de laboratório in vitro. O anticorpo ainda está em fase experimental e pode ajudar na prevenção ou tratamento da infecção pelo novo coronavírus. 

Segundo o estudo que foi publicado nesta segunda-feira (4) na revista Nature Communications, o anticorpo possui um poder neutralizante que pode ajudar na eliminação do vírus ou na proteção de quem ainda não foi exposto à doença. O anticorpo é totalmente humano, diminuindo a possibilidade de efeitos colaterais para o sistema imunológico e permitindo que o desenvolvimento seja mais rápido.

A expectativa dos pesquisadores holandeses é desenvolver o anticorpo e viabilizar um tratamento eficiente contra o novo coronavírus, de maneira isolada ou através da combinação com outros medicamentos. Porém, muito trabalho ainda é necessário para avaliar se ele é eficaz para proteger ou diminuir a doença no corpo humano. 

Os cientistas estudaram 51 anticorpos conhecidos por sua reação ao genoma do vírus SARS, que surgiu na China em 2002. O anticorpo encontrado chama-se 47D11 e atinge uma proteína conhecida como “spike” (responsável pelo formato de coroa do vírus) que “prende” o vírus nas células humanas, permitindo que ele se reproduza e continue a contaminação.

Além disso, ele pode ter o potencial de atenuar as doenças causadas pelo coronavírus que podem surgir no futuro. Berend-Jan Bosch, chefe da pesquisa, explicou que o anticorpo se liga em um domínio presente no vírus SARS-CoV (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e no SARS-CoV-2 (Covid-19) para neutralizá-los. 

DEIXAR RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor digite seu nome